FRANQUIAS DE REPASSE

Nesse momento atual de desaceleração econômica do mercado, muitos empresários estão mudando sua estratégia empresarial e também familiar. As situações são as mais diversas: tem empreendedores ampliando seus investimentos, outros fazendo downsize, outros ainda mudando saindo das grandes capitais e migrando para o interior, litoral e principalmente, para o exterior.

As movimentações são muitas e o resultado disso é um crescimento de franquias sendo repassadas ou fechadas. Neste post, quero apresentar as vantagens e desvantagens de assumir a compra de uma franquia existente e também os cuidados na negociação, tanto com o franqueado atual, quanto com a franqueadora.

Vantagens
- Para a franqueadora da marca: Melhor opção para evitar o fechamento da unidade e evitar o encolhimento da sua rede, perdendo mercado para a concorrência;
- Para o franqueado atual: ao repassar sua unidade, recupera uma grande parte do seu capital imobilizado e tem menor impacto emocional (ver sua loja tendo continuidade ao invés de vê-la "morrer na praia");
- Para o novo franqueado: Tem uma previsão tangível de resultado do negócio, tem conhecimento dos  pontos fracos a serem melhorados, minimiza o risco e a incerteza que geralmente se tem quando abrimos uma loja nova, recebe uma cartela de clientes fidelizados pelo franqueado anterior, assim como a possibilidade de aproveitar a equipe antiga.

Desafios
- Para franqueadora: Manter e promover plano de ação para as vendas não cairem com a nova gestão, risco na escolha do candidato devida a pressa e pressão do prazo do franqueado anterior para evitar o fechamento, cobrança de uma taxa menor, devido a reciclagem do ponto, porém com todo o desafio de repassar o know-how do zero para o novo operador e equipe;
- Para o franqueado atual: Perder o poder de barganha na negociação, caso tenha prazo ou pressa de efetivação do negócio (já vi franqueados desesperados para se mudar do país, que vendeu a franquia por 1/3 do valor justo);
- Para o novo franqueado: manter ou restabelecer a nova imagem da loja, com a nova gestão e muito provavelmente, com uma nova equipe. Comunicação ao cliente sobre a nova direção do negócio, se adequar ao sistema e aprendizado paralelamente ao negócio rodando.

Cuidados que o candidato interessado deve ter ANTES de assinar o contrato:

- Independente do formato do contrato (franquia nova, conversão ou repasse), o candidato deve conhecer a franquia, marca e negócio. Deve conversar com os franqueados atuais e ex-franqueados e buscar entender sobre o suporte oferecido pela franqueadora e lucratividade do negócio;

- Solicitar o relatório de vendas, de preferência print do sistema, para compreender o histórico desta loja de repasse e todos os custos fixos, de ocupação (aluguel, condomínio, etc) e variáveis;

- Entrevistar o franqueado atual para entender os motivos reais do repasse de sua loja;

- Fazer test-drive na loja.

SE VOCÊ TEM INTERESSE EM LOJAS DE REPASSE, pode ser uma oportunidade para comprar uma franquia com o custo menor que uma unidade nova porém com riscos calculados.

Envie e-mail para andrade1009@gmail.com e tome conhecimento de opções a partir de R$ 60 mil (loja de rua).

Grande abraço,

Erica Andrade

Tags: franquias, repasse, oportunidade, desafios, franchising, negócios



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FRANQUIAS BRASILEIRAS INTERNACIONALIZADAS

PORTUGAL - DESTINO DE FRANQUIAS BRASILEIRAS

FATOR EMOÇÃO NO FRANCHISING (E-FACTOR) E SELEÇÃO DE FRANQUEADOS