RETOUCHERIE - FRANQUIA DE CONSERTO RÁPIDO

Editora Globo
Em 1975, Manuela Losada abriu em Paris, na França, uma pequena loja especializada no concerto rápido e na transformação de roupas. A unidade foi batizada de Retoucherie de Manuela. Oito anos depois, a espanhola decidiu levar a marca para sua terra natal, Madri, dando início a uma rede de franquias que hoje conta com mais de 385 lojas espalhadas por 17 países. 

No Brasil, a Retoucherie chegou em 2006. Aqui estão instaladas seis franquias da rede: três delas na capital paulista, uma em Campinas, interior de São Paulo, uma em Londrina, no Paraná, e outra em Belém, no Pará. Para 2011, a marca espera dobrar o número de unidades brasileiras em funcionamento. Serão abertas outras sete lojas. Entre os estados contemplados estão Brasília, Pernambuco e Piauí. 

Para se expandir, a Retoucherie de Manuela procura interessados em adquirir franquias. “Não exigimos experiência prévia no ramo e damos preferência para mulheres, pois a maioria de nossos clientes é do sexo feminino”, afirma Célio Carlos Pereira, gerente de expansão da marca. Segundo o executivo, todas as lojas nacionais são dirigidas por mulheres. “Algumas delas começaram o negócio com ajuda financeira dos maridos, mas estão à frente das unidades.” 

O investimento inicial total para abrir uma franquia Retoucherie é de R$ 61.850. O prazo médio do retorno deste valor é de até 24 meses. A marca trabalha apenas modelo de lojas de rua com 30m² e exige a contratação de três funcionários.



Quanto custar ter uma franquia Retoucherie de Manuela
Investimento inicialR$ 61.850
Capital de giroR$ 10 mil
Taxa de franquiaR$ 20 mil
Taxa de royalties5% sobre o faturamento bruto
Taxa de publicidade2% sobre o faturamento bruto
Faturamento médio mensalR$ 25 mil
Regiões de interesseBrasil
Prazo médio de retorno24 meses
Número de funcionários3
Área mínima da unidade 30m²
Tempo de contrato 60 meses
Contato
(11) 3816-0294

 Fonte: Retoucherie de Manuela

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FRANQUIAS BRASILEIRAS INTERNACIONALIZADAS

PORTUGAL - DESTINO DE FRANQUIAS BRASILEIRAS

FATOR EMOÇÃO NO FRANCHISING (E-FACTOR) E SELEÇÃO DE FRANQUEADOS